O novo cenário político entre o luto e apreensão na corrida eleitoral

by - 22:46

O novo cenário político brasileiro tá dando o que falar. Depois do acidente que levou a óbito o ex-candidato à presidência do Brasil,  Eduardo Campos, causando comoção nacional, mudou o rumo e cenário das eleições no Brasil. Eduardo, neto de Miguel Arraes, por coincidência, ou não, morreu na mesma data do falecimento de seu avô, em 13/08/2005.

Eduardo Campos juntamente com Marina Silva, vice de sua chapa, apareciam nas pesquisas, antes do trágico acidente de avião matando 6 pessoas na região de Santos-São Paulo, em terceiro lugar da intenção dos votos. Agora depois da morte do ex-governador de Pernambuco, Marina Silva aparece como uma das favoritas como presidenta do Brasil. O  PSB,  Partido Socialista Brasileiro, ainda não se manifestou sobre quem concorrerá a chapa além de uma nota de luto sobre a perda do grande amigo e político Eduardo. O partido tem até o dia 23 para tomar sua decisão. A nomeação do candidato deverá ser aprovada pela maioria das direções dos outros partidos da coalizão: PHS, PRP, PPS, PPL e PSL.

Uma pergunta está sendo feita: Marina assumirá a cabeça da chapa do PSB? A torcida da grande maioria dos brasileiros nas principais redes sociais, é que ela assuma a chapa e concorra à presidência.
Consequentemente a força da comoção nacional e repercussão do acidente tem causado um certo frio na barriga da oposição do PSB. A disputa ficará competitiva, e oposição teme a eleição da Marina. Parece meio louco associar a morte  do Eduardo com a eleição da Marina, porém infelizmente essa é a verdade.  Tempos passados Marina concorreu à presidência e conseguiu cerca de 20 milhões de votos, porém perdeu. Segundo especialistas a ex-senadora  poderia tirar votos tanto de Aécio Neves quanto da presidente Dilma Rousseff, chegando a participar  do segundo turno. 

O Cenário Político no meio evangélico


No meio evangélico também não se fala em outra coisa, além dos principais acontecimentos envolvendo o Eduardo Campos; resumido o futuro da política brasileira nas eleições deste ano.
As eleições destes ano no Brasil pode ter dois candidatos evangélicos à Presidência da República. De um lado o pastor Everaldo(PSC) e agora após a morte do candidato Eduardo Campos (PSB), a ex-senadora e evangélica Marina Silva.  
O Brasil já conta com diversos políticos evangélicos no poder na Câmera dos Deputados, que busca manter e melhorar os direitos da população sem infligir a constituição  brasileira e muito menos os mandamentos de Deus. Cerca de 73 parlamentares no Brasil são evangélicos, segundo publicação do Site Estadão. Seguindo publicação do site, os evangélicos projetam o aumento de 30%  da bancada na eleição deste ano.  De acordo com os dados do Censo 2010 do IBGE, os evangélicos passaram de 17% da população brasileira em 2000 para 22,3% em 2012. Vamos ressaltar novamente; Disse no texto a cima na visão de muitos especialistas, jornalistas e brasileiros que Marina caso seja indicada a presidência e aceite participar das eleições tem uma grande chance de derrubar o governo Dilma, porém a partir de agora o povo de Deus deve se atentar muito mais em unir-se para votar no mesmo candidato e ter sabedoria em quem votar, para ganharmos a guerra.

Estamos em busca de manter os princípios básicos, que muitos querem destruir. Temos dois fortes candidatos servos do Senhor na corrida eleitoral. Os votos poderão ficar (meio) que divididos. Neste momento outros poderão até vir a presidência, por exemplo a Dilma e até mesmo o Aécio Neves. Então temos que nos unir e ficar de olhos abertos a tudo e todos. O cenário da politica mudou totalmente!

Porém Deus está no controle! 
 Fonte: Irmão Baiano/ Mantenha as Fontes

Deixe seu comentário.

You May Also Like

0 comentários