A marca de um verdadeiro cristão

by - 11:54



Filipenses 3:10 Paulo diz assim: Eu quero conhecer a Cristo, o poder da sua ressurreição e a participação dos seus sofrimentos, tornando-me como Ele na sua morte, para de alguma forma alcançar a ressurreição dentre os mortos. Não que já tenha obtido tudo isso, ou tenha sido aperfeiçoado, mais prossigo para alcança-lo, pois para isso também fui alcançado por Cristo Jesus.
Irmãos não pense que eu mesmo já tenha o alcançado. Mais uma coisa eu faço, esquecendo-me das coisas que ficaram para trás, e avançando para que estão adiante, prossigo para o alvo, afim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Cristo Jesus.

O aposto Paulo estabeleceu uma padrão. Existe um padrão que o ap.  traduziu como sendo um padrão de um verdadeiro Cristão. Ele disse: Eu quero conhecer a Cristo. Eu quero conhecer o poder da Sua ressurreição. E eu quero conhecer a participação do seus sofrimentos.

Usando de nossas palavras, Ele diz: Eu quero conhecer Jesus no íntimo. Eu quero me aprofundar em conhecimento do Filho do Deus vivo. Eu quero conhecer o Espírito. O Espírito Santo de Deus, que levantou Jesus dentre os mortos. O Mesmo Espírito que Ressuscitou Jesus, e que habita em mim e você.  

A bíblia nos fala que não é para nos embriagarmos com vinho, no qual há confusão. Porém existem tantas coisas que nós, nos embriagamos em nossa caminhada. Coisas que embriagam está geração. Que tiram a atenção desta geração. Mas é tempo de nos enchermos mais, mais e mais do Espírito Santo de Deus.  

Existem outras marcas na vida do Cristão. Umas das marcas são: buscarmos a participação do sofrimento de Cristo Jesus. 

Mas, nós somos pessoas que não aguentamos ouvir a palavra sofrimento. Não queremos estar passando por momentos em que nos leva ao extremos. Não queremos carregar a nossa Cruz. 

E quando falamos em sofrimentos muitos dizem, que somos completamente destinado a uma vida de vitória, de conquistas, sem dor, sem sofrimento, sem feridas, sem guerras, sem lutas. Todos dizem: Em Cristo somos mais que vencedores. Então porque temos que sofrer ? Entrar em aflição ?

Muitos dizem que o sofrimento não tem nada haver com a vida cristã, com a bíblia, com os Filhos de Deus. Porém você querendo ou não o sofrimento tem tudo haver a vida Cristã. E o sofrimento que paulo e bíblia se refere, significa: Negar-se a si mesmo.

O Próprio Deus, quando se tornou carne disse: " Se alguém quiser vim após mim,  negue-si a si mesmo, tome a cada dia a sua cruz,  e siga-me. "

E paulo comenta ainda em Filipenses 3:17: " Eu digo com lagrimas, que existem pessoas no meio do povo de Deus, dentre o povo do Senhor, que são inimigas da Cruz de Jesus. "

E a partir de que momento nos tornamos inimigos da Cruz de Cristo ? 

Quando Eu e você não temos fome e sede de conhecermos Jesus. Quando não temos fome e nem sede de se enchermos do Espírito Santo. Quando não temos vontade, fome e sede de orarmos, jejuarmos, buscarmos a presença do Senhor e do seu Espírito em nosso dia a dia.

Quando Eu e você não nos interessamos à dizer: Não a nossa própria carne. Em negar-si a nós mesmo. A nossa carne. Negar a nossa vontade, os nossos prazeres, as nossas vidas em favor de Cristo.

É impossível viver a vida de Cristo, Jesus, o Messias, aquele que veio nos Salvar, sem está ligado a Ele. Não há como vivermos a vida abundante do Senhor, sem estarmos ligados a Ele, e sem negarmos a nossa carne.

Dentro de nossas igrejas existe pessoas que não se encaixam as marcas da vida Cristã que Paulo nos Deixou, porque não buscar mais do Senhor. Não busca o conhecimento que vem do Céu. Não buscam o Pão, o Verbo vivo. Não buscam viver uma vida de santidade, misericórdia para com seu próximo, assim como Cristo nos ensinou.

Não há como viver o evangelho do Meu ou do Seu jeito. Não há como viver um evangelho montado pra você. Um evangelho em que você só segue o que lhe apraz, o que você acha que é viável.
Ou nós vivermos do jeito que o Senhor Jesus quer, ou nós vivemos sem a presença dEle em nossas vidas.  Ou somos por Ele, ou somos contra Ele. É impossível ficar em cima do muro. A palavra do Senhor diz: É impossível a comunhão entre a Luz e Trevas.  Não há como andar com Jesus, servido ao pecado, a sua carne, a seus desejos carnais, à desejos que vão te levar para longe de Deus.
Não existe possibilidade de ter uma aliança com Jesus e uma aliança com o mundo. 

E assim como o Espírito Santo tem me despertado, tem me ministrado, eu percebo que Ele tem levantando jovens, adultos, crianças, senhores, com um compromisso com o Senhor. Que negam-se a si mesmo. Que não conforma-se com este século. Que não conforma-se com o pecado. Que não conformam-se com a destruição da família, do lar que Deus criou.  
E surgem uma nação que têm-se preocupado com as palavras do Senhor, em cumprir arisca, todos os conselhos que o nosso Pai celestial nos deixou, no Velho e Novo Testamento. 

Quanto mais renunciarmos a nós mesmo, somos cheios da glória e do Espírito Santo de Deus.
E é tempo de Eu e Você nos levantarmos, para não sermos mais um dentro do números dos evangélicos, e sim sermos mais dentro dos evangélicos que nos levantamos em busca do Espirito Santo e fazer a total diferença. 

Talvez você até aqui tenha negociado coisas do evangelho. Tenha vivido aquilo que te agradou, mais  Jesus te  chama para compartilhar do seu sofrimento, para compartilhar da Sua glória e da sua presença.  

Jesus disse: Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor.
 Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda. ( João 15:1-2)

E os frutos são caráter transformado à semelhança de Cristo Jesus. E os frutos são transformados de acordo com Cristo Jesus. E Ele tem nos chamados para sermos estes, que marca uma geração, uma geração  em sua presença.


Fonte: Irmão Baiano 

You May Also Like

0 comentários