Festival da cultura evangélica reuniu mais de 60 mil pessoas em Salvador

by - 14:04

Por: Vinicius Lopes



A terceira edição do Festival da Cultura Evangélica de Salvador aconteceu nos dias 11 e 12 de Novembro e reuniu mais de 60 mil pessoas entre crianças, adolescentes, casais e idosos, na Praça Wilson Lins, na Pituba. Fiéis das principais congregações de Salvador como Batista, Assembleia, Católica, Adventista, Universal, Pentecostal e Graça estiveram presentes. Além deles pessoas que professam outra fé marcaram presença e aprovaram a iniciativa  e reconhecimento da cultura evangélica.

Mais de 60 mil pessoas estiveram presentes.
(Reprodução / Canta Salvador)

O evento, organizado pela Serquip Eventos, teve inicio às 17H e terminou por volta das 01H da manhã, e  recebeu renomeados cantores e novos ministérios.  Irmão Lázaro, Bruna Karla, Monte Sinai Roots, Preto no Branco, Unidos pela Fé e o Ministério de Dança Perolas do Rei se apresentaram na sexta-feira e no sábado Sandro Narizeu, Primícias Roots, Aline Barros, Fernandinho e Apocalipse 16 (Pregador Luo).

(Reprodução / Rádio na Pegada)

A Banda Primícias Roots, gênero reggae, formada por Cristiano Ramos, vocal e guitarra; Rute Castro e Emily Oliver, bacaking vocals; Nino Figueredo, guitarra; Rodrigo Rosa, bateria; Danilo Ramos e Joaldo Araújo, teclados; Marcão Saulo, contra-baixo; Léo Fusca, trompet e Roney Costa, sax, se apresentou no sábado e comentou sobre a expectativa de cantar no Festival da Cultura Evangélica:“A expectativa é a melhor de todas, estamos preparados e envolvidos com o movimento. Para nós foi uma honra passar na audição diante de 54 perolas que participaram.”

Primícias mesclou no repertório entre o antigo e mais novo trabalho, cantando suas principais músicas como “Alarme Falso”, “Socorro”, “Um Lugar” e “Dignidade”.

(Reprodução / Blog Irmão Baiano)

O Rockeiro e adepto do Heavvy Metal, Gersinho (lado direito da foto), morador do Calabar, comentou: “Uma maravilha, um festival diferente, e quem não é do meio evangélico tem que vir. O mundo gospel é maravilhoso. Sou fã de Aline Barros e Fernandinho, tenho DVDs deles, escuto sempre.”

Thais Santana (lado esquerdo da foto), 22 anos, moradora do bairro de Periperi, declarou: “O Festival foi bastante organizado e alcançou os nãos evangélicos. E juntos pudemos exaltar e adorar a Deus que se fez presente evento.”

 (Reprodução/Ministério Unidos pela Fé)

A Banda Unidos pela Fé, gênero Pop-Rock, formada por Dan Souza, (21), Rafael Oliveira, (23), Rafael Rodrigues, vocalistas; Adriano Cardoso (15), tecladista; Alex Costa, (23) baixista; Eto Almeida, (15), baterista e Bruno Gomes, (19), guitarrista, se apresentou na sexta-feira. Em entrevista ao Correio da Bahia, Bruno comentou sobre a história da banda: “O nome Unidos pela Fé surgiu quando procurávamos integrantes para montar a banda, e através das indicações de amigos a banda foi sendo formada. Todos são evangélicos, porém de igrejas diferentes, por isso o nome Unidos pela Fé. ” A Banda em sua página no facebook agradeceu a Deus,  a todos que estavam envolvidos diretamente e indiretamente no evento, e ao público pela presença e carinho.

(Reprodução / Rádio na Pegada)

Josy Carvalho e José Carlos, profissionais da Rádio Na Pegada, parabenizaram a realização do evento:“Podemos dizer que a realização da 3ª Edição Festival Cultura Evangélica de Salvador reuniu pessoas com um único objetivo, adorar ao Rei dos reis, levando pra casa, dentro destes dois dias, alegria imensurável. A equipe Na pegada Rádio se fez presente, honrando este grandioso evento produzido pela Serquip eventos, registrando os melhores momentos que ficou marcado em nossa vida . Cremos que  através de eventos como este podemos alcançar muitos corações e criar relacionamentos que jamais esperávamos ter.”

(Reprodução/Facebook)

Aline Barros foi uma das atrações mais esperada na noite de sábado. A carioca entrou no palco, após apresentação da banda Prímícias  Roots, agitando o público com “Revolução" e “Vitória no Deserto", cantou para as crianças com “Criança de Jesus”, e “Homenzinho torto”  e emocionou ao cantar seus maiores sucessos como “Casa do Pai”, “Rendido estou", “Recomeçar” e “Ressuscita-me”.

(Reprodução/ Junior Machado)

Aline Barros ministrou uma palavra de fé durante a canção ressuscita-me: Precisamos de um ambiente de fé, para ver as coisas transformadas em nossa vida. Deus não se comove com sua necessidade, mas com sua fé. Se você crer que Deus pode, levante a sua mão, e seja qual for o seu problema, dificuldade, a crise, a doença, seja qual for o sentimento, seja ele de culpa, solidão, de medo, haja libertação. A palavra do Senhor disse que tudo é possível ao que crê, e nós cremos Senhor, por aquele homem, mulher e jovem.



Assista: Aline Barros cantando Ressuscita-me + Ministração




A Serquip Eventos comemorou o sucesso do Festival e agradeceu a Deus, público e autoridades que contribuíram para que o Festival viesse acontecer: “Toda honra e toda glória seja dada ao Rei Jesus. Mais de 60 mil pessoas sentiram a presença do nosso poderoso Deus. Obrigado Heber Santana,  João Roma, Isaque , Dona Eliana e ao Prefeito ACM Neto, por ser canal de benção para essa cidade. O povo teve oportunidade de mostrar sua cultura através da dança, teatro e da música. Obrigado a todos os pastores e líderes. Mais uma vez Deus nos constrange com seu cuidado e amor. ”

(Reprodução/Serquip Eventos)

.
O Dia da cultura Evangélica, sancionado pelo prefeito ACM Neto, de autoria do vereador Heber Santana, tem o objetivo expor/mostrar a cultura evangélica para população baiana, reconhecendo o papel social que é exercido em Salvador pela comunidade cristã. Hoje os evangélicos representam 900 mil pessoas, cerca  de trinta por cento da população soteropolitana.

primeira edição do evento em Salvador aconteceu no dia 29 de Novembro de 2014 na praça Castro Alves. Em 2015 foi realizado a  Segunda, e como na primeira, reuniu milhares de pessoas.


Fonte: Irmão Baiano

You May Also Like

0 comentários